Dicas BP – Caçando tesouros!

Olá meus povos e minhas povas,

"Já sei porque ninguém, inclusive eu, encontra esse baú, ele se chama tesouro e por isso ele não se mistura com gentalha" Wiili Wonka.

“Já sei porque ninguém, inclusive eu, encontra esse baú, ele se chama tesouro e por isso ele não se mistura com gentalha” Wiili Wonka.

Hoje trago para vocês um vídeo novo no canal mostrando como procurar seus tesouros, o Viward decidiu fazê-lo após os pedidos de algumas pessoas (algumas também falaram com o Pan, o Wiili e até comigo no face).

Então, na tentativa de esclarecer a dúvida de vocês, segue abaixo o vídeo:

Espero que gostem, um abraço, Axe-Blond, deusa menor do conhecimento.

O gif de hoje será especial para mim, imagens da minha primeira caçada ao tesouro, junto com o Viward e o Dark-Mask. Segui uma pista errada e acabei encontrando uma cerca... Esse dia foi louco.

O gif de hoje será especial para mim, imagens da minha primeira caça ao tesouro junto com o Viward e o Dark-Mask. Segui uma pista errada e acabei encontrando uma cerca… Esse dia foi louco.

Lendas lendárias do blog

Olá meus povos e minhas povas,

lendas lendárias

 

Depois de muito tempo sem postar ( pra ser honesto, eu não pretendia postar mais no blog) eu decidi voltar a colocar algo nessa joça de blog, com isso, irei postar hoje um vídeo de uma ideia que eu já tive no passado porém não coloquei em prática.

Até que ontem, 09-04-2014, Wiili-Wonka me mostrou um vídeo legal chamado Buscas malucas que fazem no Google! mostrando as coisas que digitam no google e que por ventura acabam levando ao blog dele de alguma maneira, então eu pensei, porque não fazer o mesmo?

E foi assim que nasceu este vídeo e post chamado Lendas lendárias do blog, hoje, mostrarei a vocês o que digitam de mais louco no google e barras do ask e bing (sim, alguém usa aquela coisa) e por ventura vem parar no blog da Black Power.

Obs: Peço desculpas pelas partes do vídeo onde o áudio dá um probleminha e sai antes do esperado, não sei o que houve e infelizmente não consegui resolver (editor noob é assim mesmo, mas vou melhorar)

O gif de hoje será sobre uma situação que todos nós homens passamos "Quando a namorada/esposa começa a falar como foi o dia dela..."

O gif de hoje será sobre uma situação que todos nós homens passamos “Quando a namorada/esposa começa a falar como foi o dia dela…”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Espero que gostem, um abraço, Axe Blond, deusa menor do conhecimento.

Atualização 2.19 (Parte 2) – Caça ao Tesouro e outras melhorias!

WWWWWWWWWOOOOOOOOOOOOOOOWWWWW

Além do cafofo do Enutrof a atualização 2.19, que chega dia 15 de abril, (é importante reforçar) traz muitas outras novidades.

A segunda implementação mais importante é a Caça ao tesouro, um novo prédio foi construído nos Campos de Cânia em [-25,-36] e [-24,-36].

mapa_

Era uma vez, um lugarzinho no meio do nada…

Lá você pode encontrar os membros da Família Terra que são enutrofs especialistas em caçar tesouros. Depois de fazer uma missão de socialização pra conhecer todos os membros da família você pode clicar no Distribuidor de Missões e escolher um nível de caça que vai do lvl 20 (mínimo) até o se lvl atual (no meu caso vai de 20 a 200).

10No mesmo esquema da caça ao portal, ao escolher um nível de caça aparecerá um pop-up com as instruções para você encontrar o tesouro. Essas caças não tem limite e você pode ficar o dia todo fazendo caçadas lvl 200 que é liberado :)

11Note que você precisa ser BEM atento e levar tudo ao PÉ  da letra, por exemplo, se você não reparar que tinham aquelas botas penduradas ali poderá acabar perdendo um tesouro precioso ;p

Após seguir todas as pistas e chega à ultima posição, você terá que enfrentar um mini-chefe que protege o tesouro. Esse chefiho nada mais é do que um mob da área em que você achou o baú; você pode ser um lvl 200 tendo que enfrentar um prespic normal.

14

Um combate épico!

Ao matar o mini chefe você ganha uma quantidade considerável de XP e um baú.

18

O precioso baú!!

Abrindo o tesouro você receberá rosas do deserto em quantidades variadas, kamas e itens aleatórios (item que pode ser uma bolsa de kamas, pó de eniripsa e etc etc):

19As rosas do deserto são pequenas cristalizações de rochas que se formam dentro do tesouro enterrado, você pode trocá-las por brindes no prédio da Caça ao Tesouro:

20Como já dito pela Ankama, os cascalhos serão futuramente apenas obtidos por meio da caça e os dopples servirão apenas para scroll de características. Além disso, pode-se comprar o feitiço liberação e fulminante que antes só vinham por meio de um drop praticamente impossível ºwº

Obviamente não poderiam faltar os emotes, temos dar um tapa na testa:

head_

Putz, esqueci de comprar leite!!

Implorar, pra você mendigar kamas no zaap:

implore

Mim da kamas pelo mor di Deus!!!1!!!1!!!

Emote lupa (pra você despertar seus instintos investigadores):

lens

Agora poderei encontrar a graça!

 

E o emote procurar um tesouro (que não faço ideia de como seja).

E o prêmio mais cobiçado, o Phorror, a montaria topeira que dá +5 em críticos e +1pm e 3 emotes exclusivos:

phorror

Tudo isso pela pechincha de 20mil rosas do deserto!!!

E só.

Agora vamos falar de outro assuntos.

Assunto 1: O novo mini-mapa-onipresente-semi-invisível!

Agora além do mini-mapa na rodinha da barra de ferramentas, você pode configurar o mapa maior para ficar flutuando no meio da tela do jogo… assim ó:

mapa_3

Da também pra configurar ele para apenas ficar “invisível” se você não está com o mouse por cima dele:

mapa_4

OH, QUEDÊ O MAPA? QUE BRUXARIA É ESSA, NAUM TO VENDU ELE!!

Assunto 2: Diligência.

Lembra da diligência que fica do lado de fora de Astrub? Pois é, depois de 10 anos de aventureiros e aventureiras sendo atacados assim que se afastam das muralhas da cidade, Falanster decidiu incumbir o Fer Hovia de transportar as pessoas para alguns lugares distantes.

ferAssunto 3: Novas poções!

Pois é, alquimista está em alta, a atualização 2.19 irá revelar mais receitas de poções para eles, como a poção da torre dos viajantes, poção de diligência e a poção do caçador de tesouro:

dime_potiondili_pottreasure_potReceitas bem simples, bom se preparar e fazer estoque antes :)

Assunto 4: Previsão de dano.

Agora quando você for bater num monstro a interface irá te informar qual a mager de dano que você pode tirar! Mas olha só que coisa! O sitema informa também quanto você pode curar e diz se o mob está imune ou não (chega de gente sem saber se o boss já desbuffou, só precisa ler agora!).

25

No soy muy fuerte, pero soy muy hermoso!

Assunto 5: Mudança nas conquistas.

Esse é rápido. A Ankama percebeu que mandar a pessoa repetir a mesma missão 10 vezes ou mais para ganhar uma conquista não era viável e forçava os jogadores a repetir atividades que eles ja sabiam como fazer. Então ela removeu TOTAS as conquistas assim e agora só temos que completar uma missão 1x para validar a conquista e ganhar 1 pontinho.

Assunto 6: Recompensas dimensionais e os Orichor.

Temos ainda a descoberta de um material novo e raro, o Orichor. Um mineral encontrado apenas nos planos de Inglóriom e ainda assim só pode ser conseguido em pequenas quantidades atravéz de mobs, quests e conquistas.

orichor

Por algum motivo os viajantes tem alguim fetiche com esse treco e fazem de tudo para por as mãos em um, até mesmo trocá-lo por relíquias de outros mundos! Na att 2.19 teremos dois npcs competindo pelos nosso Orichors, o Colecionador Hystik, na torre dos viajantes, e a Colecionadora Megisthe logo na entrada de Enutropia.

6

Hystike é mais modesto, oferece 3 emotes e um recurso usado na receita da maioria dos conjuntos: a trama dimensional.

Os emotes incluem “localizar um portal”, “abrir um portal” e “mãos atráz da cintura”; este último foi o único que consegui achar:

beh

Adivinha o que tenho aqui atrás?

Megisthe é mais ousada e oferece recompensas mais variadas que incluem recursos usados nas chaves de calabouço e de sets e o prêmio principal: o pet que da +1pm e mais outra coisa que não se sabe ainda.

23

pet

Ô cuti-cuti

Assunto 7: Novos sets

A parte mais esperada por alguns, vou só postar os prints pois não vou analisar cada set separadamente… u_ù

Conjunto Barbastela Lvl 200

capa cinto hatConjunto Bersek Lvl 105

bota cinto hatConjunto Kamasteriko Lvl 200

amu botas capaConjunto Levitrof Lvl 200

anel botas hatConjunto Perfuror Lvl 151

bota capa cintoConjunto Papatroz Lvl 154

amu capa cintoConjunto Piloztere Lvl 200

amu anel botasConjunto Precioso Lvl 104

botas capa cintoConjunto Rei Nidas Lvl 200

anel botas hatArmas Avulsas:

estilingue martelo pá Nidas varinha de Malefisk

Assunto 8: Novo companheiro

Isso mesmo, mais um. Virou moda. O próximo companheiro será o Baú curandeiro, superdesenvolvido, Baubokado. Não achei nenhuma conquista que desse ele como prêmio o que faz com que ou ele seja ganho por quest OU comprado no bazar por ogrines… Mas eu acho que ganha por quest mesmo.

Vejam o tinhoso:

o1

Bilú tetéia

o2 o3 o4 o5 o6

 

 

o7

Bem… é isso, n aguento mais escrever ;-;

Depois vou incrementando com o que eu lembrar, preciso dormir!

Confira aqui ou aqui ou aqui, também, a primeira parte.

Atualização 2.19 (Parte 1) – Viagem à Enutropia!

Eu indo pra Enutropia, uma viagem meio turbulenta...

Eu indo pra Enutropia, uma viagem meio turbulenta…

Olá, olá, pestinhas, quem vos fala hoje é o Viw e tenho muitas novidades sobre a atualização 2.19 que chega no dia 15 de abril!

Nesse artigo eu vou falar sobre a principal atração dessa att que é a Dimensão Divina Enutropia, criada pelo Deus Enutrof. Não foi uma viagem fácil, quando você volta para o mundo dos 12 da a impressão que seu estômago ficou pra traz no túnel krósmiko, sem falar das luzes que giram, giram e giram e piscam psicodélicamente enquanto seus olhos… Hã? Estou indo rápido demais?

Então vamos no estilo açougueiro: por partes.

mapa_2Antes de mais nada, para podermos ir para a outra dimensão, devemos ir até a torre dos viajantes em [-22,-24] e fazer a quest inicial que consiste em falar com os npcs que vivem lá. Depois de ser apresentado a todas aquelas pessoas esquisitas todos os nobres responsáveis da torre, você poderá começar a caça ao portal de Enutropia.

Calma, senhor, não vá perder a cabeça...ou um pulmão, um rim... ou... vix

Calma, senhor, não vá perder a cabeça…ou um pulmão, ou um rim… ou seu … vixe

As dimensões divinas são realidades paralelas ao mundo dos 12. No entanto, por causa das rachaduras do relógio de xelor, a nossa realidade é falha o que permite que nosso mundo entre em contato com o mundo divino por alguns momentos criando um portal.

Para começar a caçada você deve clicar no localizador, dessa maneira você receberá instruções divididas em 4 etapas que o levarão até o portal mais recente. Lembre-se que esses portais são instáveis, por isso você tem que ser rápido senão ele se desfaz e terá que voltar até o localizador para pegar instruções novas!

Clicando no localizador, abre-se um pop-up comas intruções para achar o portal

Clicando no localizador, abre-se um pop-up comas intruções para achar o portal

Seja rápido e leve TUDO ao pé da letra, nas instruções que eu recebi eu deveria ir até a posição indicada, andar 4 mapas para a direita (sem contar o mapa que você está), subir até achar uma carroça vermelha, virar para a esquerda até achar um toco/tronco com um machado e subir até achar uma carroça branca.

Se você tem certea que fez tudo certo, clica no botão laranja com a lupa para continuar os passos, caso erre você perde uma chance, se errar as duas tentativas sua quest é cancelada e tem que voltar pra torre.

22

Eu indo espiar no buraco da fechadura da casa do Enutrof (e essa eni me perseguindo)

Enutropia é um bom lugar para se viver, tem ouro por toda parte e em todo lugar, as criaturas não são agressivas e você pode andar a vontade… tem até uns baús que dão presentes de graça!

No primeiro momento você tem acesso a 3 áreas em Enutropia, o Crisol dos Abastados com seus baús vivos, a Pedreira Aurífera e o Asilo do Eternos cheia de velhos como qualquer outro asilo.

Tem ainda a vila de conquista de Enutropia, a qual não pude entrar e temos ainda o Cofre de Enutrof que também não pude entrar (ainda).

Vamo aos mobs:

 Área Low

mob_emob_dmob_cmob_bmob_a

boss_2

Boss da Dung Low

Área Mid

mob_d1 mob_e1 mob_c1 mob_b1 mob_a1

boss_3

Boss da dung Mid lvl

Área High lvl

mob_1 mob_2 mob_3 mob_4 mob_5

Rei Nidas, o boss da dung lvl 200

Rei Nidas, o boss da dung lvl 200

Outro diferencial das Dimensões Divinas é que os calabouços não usam o sistema de molho de chaves e também não são separados por salas. Você entra numa luta única na qual os mob s vão aparecendo em ondas para você matar… Isso mesmo, sem intervalo pra sentar e tomar café, são os mobs de uma dung inteira na paulera!

chave_1 chave_2 chave_3

Também temos criminosos interdimensionais, os Viajantes colocaram logo na entrada de Enutropia os cartazas de criminosos perigosíssimos!

procurado1 procurado2 procurado3Por enquanto é isso, em breve colocarei os sets novos :)

AHA

Enutropia da Ostentação!

Confira aqui a segunda parte desse artigo!

Até.

Bworker

Olá meus povos e minhas povas,

Shooooryuken!

Shooooryuken!

 

É de conhecimento comum para a maioria dos jogadores de dofus que o povo bwork não é muito intelectual, perto deles, qualquer iop é um sábio dignos das maiores proezas intelectuais, mas como uma espécie subdesenvolvida que parece não ter saído da idade da pedra conseguiu construir uma masmorra?

Nessa nova história da ankama, ela nos mostrou isso e revelou que embora a sociedade bwork seja primitiva, ela tem sua história, sua hierarquia, suas regras, códigos e rituais (muitos deles são brutais) e tudo isto aconteceu graças a um único indivíduo, Bworker.

Sérgio, líder da guilda Hey Manollo's e Bworker, separados por um game.

Sérgio, líder da guilda Hey Manollo’s e Bworker, separados por um game.

 

Então vamos ao que interessa:

A história começa quando Mori Arty, um personagem que se sabe muito pouco diga-se de passagem, vai à ilha de Otomai para falar com Doutor Morose e pedir a ele que crie um ser artificial que seja capaz de unir a comunidade Bwork, o doutor, aproveitando seus conhecimentos, começa preparar seus materiais para criar um arquimonstro Bwork, uma cobaia tinha que ser utilizada e o escolhido foi Bworker.

Mori Arty e Morose

 

 

 

 

 

 

Para isto, Morose e Mori Arty contrataram o serviço do maior caçador do mundo dos doze, o mais conhecido pelos aventureiros, Nervak, o lendário caçador de conchassauros. Como qualquer um sabe, Bwork foi uma presa fácil para o caçador e foi facilmente capturado.

Nevark captura Bworker

 

Bworker não era um indivíduo superior, ele era apenas um bwork comum, não tinha super força e também não era mais esperto que qualquer outro bwork de sua tribo. Para melhorar essa situação, Morose entrega sua cobaia para um amigo chamado Navi Volvap, ele foi o responsável por treinar o monstro na arte do combate e transformá-lo num assassino.

navi e bwork

 

 

 

 

 

 

Após terminar o seu treinamento, Bworker arquiteta um plano para fugir da ilha de Otomai, onde estava sendo mantido como prisioneiro. Ele consegue escapar, mas sua fuga não foi bem sucedida por causa do seu plano (que não era muito bom, vale ressaltar), ela foi bem sucedida pois Mori Arty assim queria, o estranho vilão queria que Bworker ficasse muito poderoso e fugisse da ilha, pois sabia que ele voltaria para sua terra natal.

Quando voltou para sua terra natal, Bworker fez novos amigos, um faz-tudo chamado Bworkenroll e Krazybwork, o chefe da sua tribo, ambos gostam muito de seu poderoso amigo e são aliados dele até hoje. Foi nessa época também que Bworker conheceu aquela que viria a ser em pouco tempo a sua esposa, uma linda bworkete.

Alihana que me desculpe, mas até que essa Bworkette é bonitinha '-'

Alihana que me desculpe, mas até que essa Bworkette é bonitinha ‘-’

 

Mas nem tudo são flores, um dia, quando estava voltando de um rito de iniciação de sua raça, Bworker e alguns guerreiros de sua tribo encontram um exército de srams que estavam se preparando para atacar a aldeia, eles pensaram em atacar mas perceberam que eram muitos inimigos, aquilo seria uma guerra e eles precisavam de um exército, o grupo reúne todos as pessoas da tribo que eram capazes de lutar e Bworker, por ser o único com treinamento para tal, assume a liderança das tropas, graças a ele os bworks agora teriam uma tática de batalha, eles agora eram capazes de lutar de forma eficaz e era isso que iriam fazer. Os inimigos queriam uma batalha, e era isso que eles teriam.

Tá na hora do pau!

Tá na hora do pau!

 

 

 

 

 

 

 

 

A batalha seguia igual e era impossível falar com exatidão quem iria vencer, liderados por Bworker, o povo bárbaro defendia bravamente seu território contra o ataque da tropa sram até que algo ruim acontece para Bworker, sua esposa é morta em batalha e aquilo foi a gota d’agua para o plano de Mori Arty entrar em ação.

Como sempre, a joça da esposa tem que morrer pro cara incorporar o capeta no corpo e esfolar todo mundo.

Como sempre, a joça da esposa tem que morrer pro baixar o exú no corpo e esfolar todo mundo.

 

 

Durante seus experimentos, Morose injetou algo em Bworker (algo parecido com o soro do super soldado que foi usado no capitão américa) mas ele só faria efeito quando a carga hormonal da pessoa estivesse altamente elevada, no caso do guerreiro, a raiva que ele sentiu quando viu sua esposa morrer acabou desencadeando o efeito desse “soro”  e isso transformou sua força, mente e sede de poder, foi um péssimo dia para os srams, graças aos seus novos poderes Bworker sozinho trucidou todos e no final, já totalmente enlouquecido ele decidiu reunir todos os povos sob uma única bandeira: a sua.

Mas ele não sabe que isso tudo aconteceu por causa do plano de Mori Arty e Morose, felizes, eles observavam de longe o poder de sua criação e agora esperam apenas o momento certo para recuperar o controle sobre a poderosa criatura.

"Tu tá maluco? Respeita o moço Patente alta, dá aula, Bigode grosso"

“Tu tá maluco? Respeita o moço
Patente alta, dá aula,
Bigode grosso”

 

Será que um dia Bworker será reformulado? Será que ele vai ficar ainda mais forte do que já e vai ser usado por Mori Arty para dominar algum outro local?

Essas perguntas ainda não têm respostas, mas eu não duvido de nada. Assim que eu souber de algo informo a vocês.

Curiosidades Curiosas:

O personagem Doutor Morose é uma alusão ao romance A ilha do doutor Moreau, um romance que foi publicado em 1896 e já foi adaptado várias vezes para o cinema.

Cara de maluco da peste.

Cara de maluco da peste.

 

Nervak é claramente baseado em um dos vilões do Homem-Aranha, Kraven, o caçador (foto dele abaixo), a prova disso é que além de sua aparência o nome Nevark nada mais é que Kraven escrito de trás pra frente.

Nervak do game Dofus e Kraven, o caçador, vilão que pertence a Marvel Comics.

Nervak do game Dofus e Kraven, o caçador, vilão que pertence a Marvel Comics.

 

O vilão Mory Art foi claramente inspirado em James Moriarty, o inimigo do lendário Shelock Holmes, ele existe dentro do game e está localizado dentro de uma casa em [9,-4], você pode conseguir uma capa com ele, basta levar 80 flores de dandélio diabólico e trocar.

Olha a capa do homi aí

Eu e um colega que conheci recentemente chamado Zan-Shui, um panda que tem futuro no game, um abraço menino.

Eu e um colega que conheci recentemente chamado Zan-Shui, um panda que tem futuro no game, um abraço menino.

 

O personagem Navi Volap foi baseado no médico e psicólogo russo Ivan Pavlov

Espero que gostem, um abraço, Axe Blond, deusa menor do conhecimento.

Como hoje não tem gif, deixo para vocês uma imagem sobre o treinamento recebido por Bworker, vocês conseguem reconhecer as poses e me falar de onde vieram?

Como hoje não tem gif, deixo para vocês uma imagem sobre o treinamento recebido por Bworker, vocês conseguem reconhecer as poses e me falar de onde vieram?

Shariva, a deusa do tumulto

Olá meus povos e minhas povas,

Essa estátua é uma forma "capirotesca" do zé gotinha, na boa.

Essa estátua é uma forma “capirotesca” do zé gotinha, na boa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Hoje trago para vocês mais uma das histórias que eu, a semi deusa do conhecimento no mundo dos doze, gosta de contar. Desta vez, trago algo novo, um novo projeto da ankama que ainda não foi muito bem explicado mas eu tenho minha teoria sobre isso.

Primeiramente, contarei a vocês a história dessa nova deusa que chegou ao nosso querindo mundo e o que a ankama revelou sobre o seu sumo sacerdote, o Marquês de Lhambadda.

Vamos ao que interessa:

A chegada:

Large_river_fish

 

 

 

 

 

Reza a lenda de que a Shariva apareceu no mundo dos doze quando a primeira gota de chuva de uma nuvem solitária caiu sobre um lago em uma noite de tempestade que precedeu um terremoto.

A água, antes tão calma, foi logo tomada por ondas tumultuosas que, uma vez que atingiam as bordas do lago, retornavam em direção ao epicentro da perturbação, fazendo surgir sobre o líquido uma massa única de energia pura.

Dessa massa, emanou rapidamente uma voz.

Não uma voz doce, como poderíamos esperar, mas uma voz nasalada.

- Parece que chegou a hora da Shariva!

E era verdade.

Shariva estava lá e o tumulto agora poderia se instalar.

A luz se elevou em direção aos céus , pronta para realizar sua obra,  com o espírito transbordando de ideias que transformariam esse mundo em uma terra de aventuras. Uma terra que se move. Uma terra animada.

Ela só precisava encontrar uma coisa: Um discípulo capaz de transportar seus ensinamentos para além das montanhas nevadas de Frigost, e para além da estupidez do Astrubiano comum. E ela encontrou um, o Marquês de Lhambadda. (Ela poderia ter me escolhido, eu sou a deusa menor do conhecimento oras! Olha pra mim!)

Sua luz desapareceu entre nuvens. A terra tremeu.

Agora que sabemos sobre a deusa, vamos aprender sobre seu fiel servo, o Marquês de Lhambadda:

dentola do satanás

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O marquês de Lhambada, cujo nome verdadeiro é desconhecido, é um homem que tem a incrível habilidade de arrumar problemas devido ao seu temperamento infantil e inconsequente.

Banido de Pandala por ter colocado plantas diuréticas nos barris da bebida sagrada da taverna do pandawa bêbado, detestado por Amayiro por ter trocado o arsenal da milícia de Bonta por escudos de espuma na véspera de uma importante conquista de território e perseguido pelo mago Ax desde o dia que fez furos nos frascos usados no concurso do jovem alquimista no qual ele era o principal juiz, o marquês de Lhambada é capaz de fazer milhares de inimigos em um tempo razoavelmente curto.

Para sua sorte, o marquês é um cara podre de rico e talvez essa grana toda que ele tem de sobra o ajude a se manter vivo depois de tantas confusões e de tantos inimigos poderosos!

Ele mesmo conta que herdou esse dinheiro todo de sua ex-mulher, que tinha quinze anos quando se casaram, eles estavam viajando de navio, curtindo a lua de mel num lugar próximo à ilha da lua, quando o marquês furou o casco do navio e fugiu num bote, deixando sua noiva lá para morrer, segundo ele, tudo isso foi “pelo bem da história”, pois ele queria que sua herança estivesse à altura da capacidade dele… A capacidade de partir corações.

Ninguém sabe se ele falou a verdade ou não, na verdade, ninguém sabe quando ele fala a verdade ou não, mas o marquês sorriu no dia que contou isso e esse sorriso pode ser a prova de que ele realmente cometeu tal ato.

O marquês sempre foi atraído pelas tendências mais pérfidas e nunca viu o bem e o mal como uma linha de conduta que deve ser adotada. Alegria, desprezo, tristeza… para ele, todos esses sentimentos são iguais se a maneira que nos conduz a tal emoção valer a pena.

Adepto do caos, este homem tem apenas um medo: MONOTONIA.

Ele se apresenta como o primeiro partidário de uma vida completa e movimentada e tem medo de passar um único momento sem se divertir, olhando por este lado, a morte não tem muita importância na equação de sua existência, para ele, é o tédio que se opõe à vida.

Ninguem conhece sua infância, nem mesmo eu, a deusa menor do conhecimento que vos fala agora, mas honestamente, este quarentão de alma nobre e seguro de si nunca deixou sua infância para trás.

Se um dia você se encontrar com ele seja por sorte, ou por divino azar, reze. Reze para não ser objeto do interesse dele.

Tocando " A thousand miles" enquanto o Marquês não vinha falar comigo.

Tocando ” A thousand miles” enquanto o Marquês não vinha falar comigo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Agora você deve estar se perguntando “Mas como eles se conheceram”, dentro da casa do Marquês tem um livro onde ele conta sobre isso:

 “Os Ladinos saíram bem cedo, levando com eles parte dos espólios.

 O assalto ao banco de Astrub ocorreu sem nenhum problema. É claro, o Marquês insistiu em compartilhar o dinheiro entre duas pessoas que estavam apenas passando, não ficando com uma única kama para ele – mas esse é o seu jeito.

 O Marquês nunca procurou viver luxuosamente, nunca foi atraído para a incansável procura por ouro, nunca ficou gagá por jóias ou casas majestosas, e nunca foi motivado de forma alguma por bens materiais. Na verdade, quando ele se via com um carregamento de kamas obtidas ilegitimamente, ele era incapaz de se imaginar gastando-as em qualquer coisa. Seu único prazer e objetivo na vida era não ter uma vida monótona. Então, você pode ter certeza de que, quando suas bochechas coraram e seus olhos piscaram quando ele lembrava dos assaltos, não era o esplendor das moedas que deixavam seu coração acelerado, mas a memória de jogar a cidade em desordem, a agitação da adrenalina, a emoção do inesperado, e a hilária imagem das penas das caudas dos banqueiros caindo por causa do medo de debaixo de seus uniformes amarrotados. Ele pegava essas mesmas penas como um suvenir, e tem, desde então, colocando-as em seu sofá para dar-lhe mais maciez.

Como não encontrei o famoso sofá com penas, sentei-me no trono do Marquês mesmo.

Como não encontrei o famoso sofá com penas, sentei-me no trono do Marquês mesmo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma vez que a euforia diminuía, não demorava muito tempo para nosso pequeno agitador voltar à ativa enquanto lembrava dos ganhos que ele tão alegremente distribuía, e isso o levou a perceber uma coisa interessante. “Estou eu em plena sanidade compartilhando meus espólios entre dois estranhos? Claro que seria melhor se eu jogasse os espólios no chão entre os dois, e então eu poderia sentar e comer castanha de caju enquanto aproveitava o show vendo os dois se matando para conseguir o prêmio!”

 O Marquês jurou que jamais deixaria tal chance escapar novamente. Melhor que brincar com diamante bruto, ele poderia sempre optar pelo caminho da máxima destruição.

Uma noite, ele estava relaxando nas águas frescas do Lago de Astrub, sentindo-se jovial e lemrando dos eventos do dia em sua mente, assim como ele fazia toda manhã. Esse era o paradoxo de sua vida : sempre procurando novas maneiras de vencer o tédio, ele estava indo para um novo tipo de monotonia! Porém, esse não era o pensamento que se passava pela mente do bom Marquês aquela noite. Não, tudo que ele podia pensar enquanto olhava para a estrelada abóbada era uma pergunta que ele, até então, nunca falou em voz alta:

 “Por dez longos anos, todo dia,

Em tudo que faço e tudo que digo,

Onde quer que eu vá, quem quer que eu veja,

Eu me comprometi com a inovação.

Bem longe das muralhas da cidade,

Eu errei em responder os chamados da natureza;

Eu comecei incêndios, confusões e brigas,

Trouxe o perigo para minhas noites e dias…

Para toda fraude, eu saio livre,

Então, agora eu pergunto: Como isso pode acontecer?

Os deuses no Céu podem ver meus crimes,

Eu devo ter pecado mil vezes,

Sou eu isento de acusação…?

Isso não pode ser minha imaginação.

Deuses, isso pode parecer presunçoso,

Por que eu sou invicto?”

Esse monólogo, e o silêncio pesado que seguiu, tiveram um efeito sem precedentes no Marquês, quando ele sentiu-se atipicamente humilde e arrependido. Invicto… Escolhido pelos deuses, de fato! Que pensamento! Na próxima vez, devo anunciar que sou imortal… E se alguém ouvisse? Ele era muito conhecido por sua atitude desinteressada. O que alguém que ouviu seus pensamentos pensaria de seu apelo desamparado para os deuses do Céu?

 Até esse dia, ninguém sabe se tinha alguém agachado na vegetação rasteira para ouvir seu discurso e presenciar o encontro fatídico que seguiu. O Marquês escapou um longo suspiro, enrolou seu pergaminho e decidiu ir para casa, quando uma pequena bulha subiu para a superfície do lago… Seguido por outra, e outra. Vendo isso, o Marquês começou a balbuciar orações incompreensíveis; no instante seguinte, o céu sobre Astrub tornou-se preto num instante. O lago, usualmente perturbado por nada mais do que a ida e vinda de peixes curiosos, foi açoitado por um tufão violento. Numa questão de segundos, a quieta cena tornou-se um redemoinho de agitação, das profundezas de onde levantava-se, inequivocamente, uma deusa de más intenções. Shariva!

“Sua sinceridade tocou meu coração,

Então, em retorno, deixe-me transmitir-lhe

A verdade; Ó, meu querido Marquês, Eu estive observando suas travessuras com muito contentamento!

Oh, como eu ria, dobrando-me…

É por isso que eu o mantinha longe de problema.

 

Hoje, eu comprometo-me com você,

Em tudo que você vê e tudo que você faz,

 Nós sonhamos os mesmos sonhos, completamente,

Então, vamos permanecer para sempre fiéis,

E fazer travessuras em dobro!”

 

Curiosidades curiosas:

Antigamente, antes do dofus 2.0 ser criado, existia um alinhamento “secreto” dentro do jogo, o nome desse alinhamento era Seriane Kerm, foto dos npcs e asas dele abaixo:

Índice multisrianesbt3

 

 

 

 

 

 

 

O alinhamento seriane era algo especial, você só fazia parte dele se jogasse em modo roleplay, como se estivesse jogando uma partida de RPG de mesa, dois servidores de dofus chegaram a ter esse alinhamento implementado, o Alma, da comunidade espanhola e se não me engano o Jiva, da comunidade francesa, uma vez, eu e algumas pessoas da BP que jogávamos nesse modo pensamos em implementar este alinhamento no servidor mas desistimos da ideia por um simples motivo: Imaturidade da comunidade luso-brasileira. Atualmente, esse alinhamento foi extinto.

Fazer parte desse alinhamento tinha suas vantagens e desvantagens:

Prós:

Você não tomava agress dos guardas das cidades e se algum jogador Brak ou Bonta lhe agredisse o guarda que protege os jogadores neutros entrava na luta para lhe proteger, ou seja, você poderia andar livremente com a “asa aberta”;

Você podia voar em qualquer prisma, independente dele ser Brak ou Bonta;

Você aproveitava os bonus de XP do alinhamento dominante sempre.

Contras:

Recrutamento altamente restrito, o que não permitia que qualquer jogador fizesse parte;

Você não tinha permissão de agredir livremente, para fazer isso a pessoa primeiro precisaria ter a missão, essa missão era dada apenas pelo GM responsável pelo alinhamento.

Mas enfim, com o fim desse alinhamento a ankama decidiu aproveitar a ideia e fazer algo novo, assim ela criou Shariva, que era a NPC líder dos serianes, a mesma ficava na casa e era comum que o GM responsável pelo alinhamento utilizasse sua skin, Shariva ganhou tantos seguidores que terminou o alinhamento para se tornar uma deusa, a deusa do tumulto =]

Não sei se a ankama pretende voltar com esse estilo roleplay de game ou se pretende voltar com as saudosas asas verdes, como ela já anunciou que pretende fazer com que todas as asas sejam obtidas por conquistas, nada impede que as asas serianes voltem, mas fiquei feliz em ver que ao menos ela lembrou disso.

A nova classe do game:

Nova classe

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Todos nós já sabemos que em dezembro o game terá uma nova classe para alegria da galera (ou de uma parte dela pelo menos), algumas pessoas estão falando nos Eliatropes, coisa que eu acho infundada pois eles não existem no universo de dofus (mas como a ankama adora distorcer a história eu não duvido disso).

Porém, na minha humilde opinião, essa nova classe terá algo a ver com a nova deusa Shariva ou será a classe da viajera perdida (nome em espanhol, print abaixo) uma vez que são as duas novas criaturas estranhas a serem apresentadas no game.

167

 

 

 

 

Eu apostaria na segunda opção por dois motivos, a própia viajera fala que veio de um outro mundo onde as pessoas tem a capacidade de viajar entre os planos e nesse própio post a origem de Shariva pode dar alguma ideia:

“A água, antes tão calma, foi logo tomada por ondas tumultuosas que, uma vez que atingiam as bordas do lago, retornavam em direção ao epicentro da perturbação, fazendo surgir sobre o líquido uma massa única de energia pura.”

Massa única de energia pura… Será que Shariva é parente do Krosmoglob, um multiman recentemente implementado?

Krosmoglob

 

 

 

 

 

 

Quem fez a missão e leu sabe que ele é uma bola de energia que tem a capacidade de transportar as coisas por aí…

Pelo sim pelo não, vamos aguardar.

Gostaria de agradecer ao King-Sinbad por me ajudar com a tradução de um livro;

O saco de pulgas aí fingindo que sabe ler...

O saco de pulgas aí fingindo que sabe ler…

 

 

Espero que gostem, um abraço, Axe Blond, deusa menor do conhecimento.

Minha reação quando Shariva chegar definitivamente ao mundo dos doze "Run Axe! Run!"

Minha reação quando Shariva chegar definitivamente ao mundo dos doze “Run Axe! Run!”

Kanígrula, a grande matriarca.

Olá meus povos e minhas povas,

Miau, é isso aí!

Miau, é isso aí!

Estava eu voltando para o mundo virtual após o meu exílio de 10 (dez) dias sem internet(por vontade própia) quando loguei no face e vi que algumas pessoas estavam me pedindo para fazer um post sobre a Kanígrula, a grande matriarca.

Como a maioria de vocês sabe, eu parei de jogar dofus por tempo indeterminado e estava sem postar, mas já que vocês pediram, não me custa nada fazer o que eu mais gosto, contar histórias, então vamos ao que interessa pois o resto não tem pressa:

A lenda de Kanígrula

"Podem vir que eu lasco todo mundo na unha!" Lispector, Kanígrula.

“Podem vir que eu lasco todo mundo na unha!” Lispector, Kanígrula.

 

Filha de um habilidoso caçador, Kanígrula, que nem sempre foi chamada assim, cresceu com o desejo ardente de provar para seu pai que os kanigs não criam Miaws. Mas seu gentil pai estava desapontado por não ter um filho e fazia a menina sofrer, com isso ela acabou desenvolvendo sua perspicácia, seu gosto, sua inclinação natural para a caça dos kanigres.

Hm, vejamos... quem vai pra panela hoje?

Hm, vejamos… quem vai pra panela hoje?

 

Seu objetivo era simples: bater o recorde de Sim, o suave, ninguém menos que o maior caçador de kanigres de amakna, responsável pela morte de apenas 13142517(um bilhão, trezentos milhões cento e quarenta e dois mil e quinhentos e dezessete) kanigres (ô peste!) e para isso ela começou a fazer o óbvio, foi caçar! (nossa, não me diga Axe)

Caveirildo esperando o próximo Kanigre passar de bobeira e pisar numa trap letal.

Caveirildo esperando o próximo Kanigre passar de bobeira e pisar numa trap letal.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A jovem filha espancou severamente um monte de Kanigres até que um dia um deles lhe contou da existência de uma ilha desconhecida no meio do Mar Mota. Tribos inteiras de Kanigres viviam lá em paz. Ela não perdeu tempo, afiou suas garras e pegou o primeiro barco para em busca da Ilha dos Kanigs.

Dizem que a viagem foi bem dura, repleta de impaciência e incertezas. O humor se espelhava no cenário, ora no fundo, ora no topo das ondas, e às vezes talhado por trovões de raiva. O tempo passava lentamente e a cada dia uma pergunta insistia em rondar sua cabeça: a isolada ilha realmente existia?

Então o dia tão esperado chegou e a filha de Cania pisou na ilha misteriosa, mas, ao contrário do ela que ela imaginou, as criaturas não a atacaram e ao invés disso passaram a louvá-la.

Talvez o seu charme exótico e sua fúria devem ter feito dela uma emissária dos deuses aos olhos do povo selvagem, então ela teve uma ideia, caçou apenas as fêmeas e tornou-se única entre seu novo povo “A Grande Matriarca”.

Seu novo povo, cheio de orgulho, a rebatizou e assim ela passou a ser chamada do jeito que todos nós conhecemos agora, Kanígrula.

Curiosidade curiosa sobre a Kanígrula:

 Seu pai:

O painho da Kanígrula.

O painho da Kanígrula.

 

 

 

 

 

 

 

 

Kanígrula é filha de Nervak, o lendário caçador de conchassauros, ele pode ser encontrado na ilha de vulkania [-47,42], Nervak utiliza roupas de couro de kanigre e como podemos ver nos prints abaixo, existem várias lembranças dele no quarto de sua filha. Isso também reforça a tese de que Kanígrula nasceu em Vulkania e essa ilha distante que ela viajou nada mais foi que o continente de amakna, o deserto onde ela vive agora.

pedra

Olha a cara dele...

Olha a cara dele…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Além disso, Nervak também tem ligação com a história do Bworker, mas esse post eu farei depois, aguardem alguns dias =]

Isso é tudo pessoal, espero que gostem, um abraço, Axe-Blond.

Eu e o menino Willi, o mais novo escara ranger tocando flauta, motivo: Estamos sem dinheiro, quem quiser doar umas kamas pra gente é só passar no zaap escara e deixar lá.

Hoje não tem gif, ao invés disso eu deixo para vocês uma foto onde eu e o menino Willi, o mais novo escara ranger, estamos tocando flauta por um simples motivo: Falta de dinheiro. Quem quiser doar umas kamas pra gente é só passar no zaap escara e deixar lá.