Guia do dofus esmeralda

Olá meus povos e minhas povas,

Linda imagem do Vlad, o portador do esmeralda.

Linda imagem do Vlad, o portador do esmeralda.

 

Sei que fiquei um tempinho sumido e sem postar alguma coisa nessa joça aqui mas dessa vez venho com algo de extrema utilidade, um guia das missões para você obter seu dofus esmeralda a partir da versão 2.17 de dofus, que será implementada no dia 10-12-2013.

São cerca de trinta missões simples, onde a maior dificuldade até o momento é derrotar os bandidos de Cania, Nomekop e sua turma, que por sinal são demasiado fortes para o nível deles, antes de ir ao que interessa, gostaria de esclarecer uma coisa para você que está lendo esse post:

A conquista do dofus é para personagens a partir de nível 100, mas nada impede que você comece a fazer as quests num nível menor;

Agora sim, chega desse lenga lenga e vamos ao que interessa, as missões necessárias para se obter a conquista que lhe dá o tão sonhado dofus:

Missões de Incarnam:

Siga seu caminho;

Na trilha dos dofus;

De Nhin para Nhin;

Vida após a morte;

As relíquias de Setsun;

As relíquias de Ryzsun;

Jornada para Astrub;

Missões de Astrub:

Chegada Discreta (quest feita para pegar o escudo de incarnam);

Assessoria Notável (quest feita para pegar o escudo de incarnam);

Rumores Astrubianos (feita durante a quest do emote ajoelhar);

Quest de classe (feita durante a quest do emote ajoelhar);

Devoção (feita durante a quest do emote ajoelhar);

Para fazer as quests acima basta seguir o guia atualizado sobre como obter o escudo de incarnam e o emote ajoelhar, você fará todas elas com esse guia, clique no link abaixo para acessar:

Guia atualizado sobre como obter o escudo de Incarnam e o emote Ajoelhar

Arco de Nowa;

Na busca pelos enus desaparecidos;

Missões de Pandala:

Pandavignon

Pandala: Uma ilha diferentes de todas as outras;

Mistérios em Pandala (se a sua classe de personagem é Pandawa) ou Pandala : Sua Deusa e suas vilas (qualquer outra classe)

Pandala : suas vilas

Pandala : um sopro fresco

Lendas de Lenald;

Encontre Dark Vlad e sobreviva;

A Feiticeira dos Pantanos*

A partir daqui, todas as quests necessárias com exceção das duas últimas estão abaixo, com o tempo eu vou atualizando a wikia e deixando os links aqui.

Missão a última feiticeira

Fale com Ronald, o sábio lenald [27,-47].

Fale com Meriana, ela está em [-6,-3] se quiser, faça a quest santificação para adiantar seu lado e sair logo na dungeon dos pets, bem próximo ao local que a Meriana fica.

Meriana

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quest encerrada, você iniciará em seguida a missão “Rever o Dark Vlad e ainda não morrer”

Rever o Dark Vlad e ainda não morrer

Meriana solicitará a você alguns ingredientes para sua poção, eles estão nas posições abaixo, você poderá ser atacado por um crocodilo no processo:

Locais onde estão as coisas que Meriana lhe pede.

Locais onde estão as coisas que Meriana lhe pede.

 

 

 

 

 

 

 

 

[-5,-2]

[-5,0]

[-9,0]

[-9,-3]

[-8,-4]

[-7,-3]

Entregue os recursos para Meriana e prove a mistura no caldeirão, fale com ela novamente, escolha a primeira opção e você será teleportado para uma clareira na floresta maléfica, fale com a Iop que está no local;

Você começará uma luta contra a mulher que não é grande coisa, derrote-a e drope uma carta (item de missão, 100% de chance), leia a carta;

hell mina luta

 

 

 

 

Fale com a iop novamente e saia da floresta, agora volte ao pântano e fale com Meriana [-6,-3];

Você receberá uma bussola da Meriana (item de missão, dê dois cliques nela e vá até o local indicado) [5,1];

Fale com Bowisse, quest encerrada, você iniciará a missão “Quem bota fora os Bota-Fora?”

Quem bota fora os Bota-fora?

OBS: Nessa etapa você precisa ter alguma profissão cujo nível seja acima de 50 (cinquenta) qualquer profissão.

Ele pedirá que você fale com um sapateiro sombrio no território dos bandidos, ele está em [14,17], fale com ele e o ataque, ele é level 50 mas não é grande coisa, tem apenas 6PA e 640 de vida;

cogumelos lenhosos

 

 

 

 

Bowisse também pedirá 10 cogumelos lenhosos, que você encontra na clareira de Bruce Brougore (Na região onde tem o canhão para a ilha da lua), vá para lá e cate os cogumelos iguais ao do print acima, depois fale novamente com Bowisse.

Agora você terá que fabricar a sola de vento, a receita é:

8 semente da discórdia

10 pena de kwak do vento

2 pedra de esmeralda

4 resina de arvraknideo (comprada na loja de merceeiro em astrub [1,-16] por 10k cada)

6 asas de escarafolha branco

Leve os recursos pra Bowisse, a missão atualizará, use a bússola novamente e vá para Pandala [29,-43], chegando no local fale com Tungusa, uma pandawa que estará no mapa.

Quest encerrada, automaticamente você começará a quest “O ladrão de almas”

O ladrão de Almas

Ela pedirá algumas almas para você, capture ou compre as almas dos seguintes chefes de dungeon e entregue à ela:

Kwakwa

Boostache

Kannibola Phora

Nelween

Wei Wobot

Entregue as almas para a panda e fale com ela novamente, um NPC chamado Espírito de Tualma Mipertens aparecerá, lute contra ele;

Ele não é grande coisa, mas tem uma vit considerável pro nível dele e umas resistências chatinhas também, ainda assim é uma presa fácil pra qualquer jogador, não sei informar se mais pessoas podem entrar na luta, mas posso afirmar que é possível usar o multiman, pois o sombra entrou na batalha comigo, após derrotar o fantasma, fale com ele;

Use novamente a bússola de Meriana e agora vá para o cemitério de Bonta [-9,-56];

Lá chegando, clique na tumba do print abaixo:

tumba

 

 

 

Após clicar na tumba, vá para o mapa ao lado e fale com Lare Nuf [-8,-56];

Quest encerrada, você começará a missão “O amor perdido de Nabur”

O amor perdido de Nabur

O primeiro passo dessa quest é falar com Kerubim, ele está na casa da estátua eca em Astrub, siga para lá e fale com o gatinho;

Kerubim mandará você procurar por mestre Nabur,  ele está na península dos dragovos numa casa em [-3,25], fale com ele e o mesmo pedirá duas coisas para você, descobrir o que aconteceu com Nabura e mais informações sobre o vilarejo devastado.

mestre nabur

 

 

 

 

Fale com o criador de Dragovos em [-3,24] para descobrir o que aconteceu com Nabura e fale com Ziho em [-4,24] para saber mais sobre o vilarejo, então volte e fale com Nabur novamente;

Quando você chegar no local haverão alguns npcs, a missão atualizará e agora você terá que derrotar o chefe dos saqueadores e seus capangas, desça a madeira neles, Mestre Nabur irá ajudar no combate contra os vilões;

chefe dos saqueadores saqueadora cruel Saqueador Irascivel

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Após o combate, fale novamente com ele e o mesmo lhe seguirá, tenha cuidado pois se você entrar em combate perderá o seguidor Mestre Nabur e terá que voltar até o local onde ele se encontra para falar com ele novamente, leve Nabur ao castelo de Amakna, o local para onde foram os parentes dele que sobreviveram ao massacre dos dragonetes;

Chegando ao castelo, procure pelo NPC chamado Jorge de Segrob (ele está na biblioteca do castelo) e fale com ele, em seguida, clique nos livros do print abaixo, eles estão na mesma sala;

livros castelo

 

 

 

Agora você terá que encontrar o Jazigo da família Nabur, vá para o cemitério de Amakna e entre na cripta que existe em [11,16], fale com Oona, ela está dentro da cripta;

Use a bussola de Meriana e vá para o local indicado, agora você irá para Bonta [-33,-56];

Chegue no local e fale com Capitão Starky, quest encerrada, você começará a quest “Assim nasce uma vocação”

Assim nasce uma vocação

Starky pedirá que você encontre localize os responsáveis pela profanação, dirija-se até [-33,-55] e fale com um dos npcs srams que tem no local, ataque-os e derrote-os;

Você ganhará um documento, mostre-o ao capitão Starky, ele pedirá que você fale com Saiguá [-35,-56], o velho pedirá que você fale com uma outra NPC que está no mesmo mapa, converse com a menina e faça o seguinte para atualizar a missão:

Você terá que ensinar três coisas a Edemaga:

Domesticar uma montaria;

Cruzar duas montarias e;

Realizar o parto de uma montaria;

Para tal façanha, você precisará de duas conquistas e uma magia, prints delas abaixo:

domesticação

minha primeira vez Ela engoliu uma melancia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Obs: Caso você não saiba onde obter o feitiço captura de montaria, tudo que você precisa fazer é ter no seu inventário 50 Flor de Kaliptus e 50 Folha de Kaliptus, passe a dungeon Tronkoso e na sala após a sala do chefe, fale com o NPC Osha Mariff pra trocar as folhas e as flores pelo feitiço;

Obs2: Você não precisa capturar uma montaria selvagem, apenas possuir o fetiço domesticação de montaria para poder atualizar a etapa “Ensine Edemaga a domesticar uma montaria” da missão;

Fale novamente com o velho Saiguá para atualizar a missão, ele pedirá em seguida que você examine o arco dos distritos dos criadores, siga para [-34,-57] e clique no arco do print abaixo:

arco

 

 

 

 

 

 

 

A missão irá atualizar, use novamente a bússola de Meriana e siga para o local indicado, você irá para a região de Astrub [2,-12] quando chegar lá, fale com Nistracolamus.

Ele pedirá que você encontre Dark Vlad, ele está em [-1,-10], fale com ele. Você será transformado num fantasma, vá para a estatua de fênix mais próxima e volte ao normal ( a mais próxima é a que fica em [2,-12].

dark vlad

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Use novamente a bússola de Meriana para atualizar a missão, agora volte ao pântano e fale novamente com a velha [-6,-3], missão completa, você iniciará a missão “Os bandidos de Cania”.

Os Bandidos de Cania

Meriana pedirá que você leve para ela três escamas, se você estiver com essa quest, tudo que você precisa fazer é derrotar os três bandidos de cania, Nomekop, Eratz e Edasse, assim você irá dropar essas escamas como item de missao (100% de chance), segue abaixo vídeo da minha luta contra Nomekop, ele é bem forte para um npc de nível 100:

Dica da loira: Para facilitar sua procura, utilize a ferramenta do bestiário que existe no game (atalho é a tecla B), como exemplo eu usei um Mopi Rei clique na miniatura de lupa do print abaixo e você poderá visualizar toda a área que o monstro que você procura aparece, é muito útil para encontrar Nomekop e sua turma;

Esse bestiário e suas ferramentas são uma das melhores coisas já feitas pela Ankama, uma GRANDE ajuda ao jogador.

Esse bestiário e suas ferramentas são uma das melhores coisas já feitas pela Ankama, uma GRANDE ajuda ao jogador.

 

 

 

 

 

 

 

Leve as escamas para Meriana, quest encerrada, você começará a missão “Draconotopia”.

Draconotopia

Meriana pedirá a você alguns itens, são eles:

1 Pingente de obsidiana (dropado do Rasamun, o verde) ele está em [-16,17];

1 Flor dos atormentados, você pega ela em [-10,29];

1x Anel encantado de mulobo (dropado do boss mulobo, 100% de chance se você tiver a quest);

Após essa etapa da missão, Meriana dirá que você deve ir para Incarnam seguir a pista do Vlad, vá para lá e fale com os seguintes personagens:

Frequentador da taverna em [4,3];

Chefe da milícia em [5,1];

Miliciano Kerubim Orthal em [7,6];

O kerubim pede 1000 kamas pra contar a história dele, você tem que pagar, ele dirá que o Vlad chegou a noite, acordou um chafer do seu túmulo e logo depois foi embora. O chafer faz parte dos três crânios, um grupo de bandidos temido em Incarnan;

Após isso, vá para [7,7] e lute contra um bandido chafer;

Descubra o mapa sala dos três crânios [7,4], clique no crânio do print abaixo:

Caveirão

Caveirão

 

Você será agredido por 3 (três) chafers invisíveis, bata neles;

Após a luta, o chafer te conta que Dark Vlad está na outra ponta do mundo, na cauda do dragão. Vá ver o capitão dos querubins para que ele lhe ajuda a falar com Meriana, ele lhe dará uma chave para que possa usar o aparelho para falar com  a velh;

Clique no alçapão da imagem abaixo:

Pyros divando com seu kwak

Pyros divando com seu kwak

 

Agora você tem que usar o aparelho para falar com Meriana, pague 100 kamas e ele começará a funcionar;

A ordem é a seguinte:

.Gire a estatueta que cobre as orelhas;

Gire a estatueta que cobre a boca e depois os olhos;

Chame Meriana;

Fale com o capitão e devolva a chave que ganhou, o capitão dirá que alguém apareceu e deixou uma mensagem para você enquanto estavas utilizando o artefato para falar com Meriana, você tem que encontrar esse desconhecido, ele está em [1,1];

Chegando no local, fale com Misteriosa e escolha a opção “Ficar Calado”;

Ela dirá que você tem três qualidades e perguntará a que lhe falta, escolha  a opção sabedoria;

Em seguida ela vai lhe perguntar quem criou o dofus esmeralda, responda Aerafal e ela lhe dará um presente, aceite e você receberá uma escama da sabedoria que vai fundir com o amuleto que você já tinha da quest “Draconotopia”, depois disso, siga para a área de decolagem;

Siga para [9,3] e fale com o mascote da Meriana, escolha a opção de subir no balão e segui-lo até o rabo do dragão;

Você encontrará Vlad e agora terá que derrotá-lo, na luta você será transformado em um dragão, você terá que derrotá-lo nessa forma, bole a melhor estratégia e derrote o iop.

Fim de papo, você receberá seu dofus esmeralda;

Segue abaixo vídeo da minha luta contra o Vlad:

Gostaria de agradecer ao meu mais recente amigo in game, Pyros-Walker por me ajudar a terminar este guia uma vez que eu tive problemas;

 

Olha a cara dele

Olha a cara dele

 

Espero que gostem, abraços, Axe-Blond.

Wrath of Feca!

Wrath of Feca!

Caminho até a pirâmide de Sombra

Olá meus povos e minhas povas,

“No dia mais claro, na noite mais densa, o mal sucumbirá ante a minha presença, todo aquele que venera o mal há de pensar, quando o poder da Lanterna Amarela enfrentar!” - Blond. Axe.

“No dia mais claro, na noite mais densa, o mal sucumbirá ante a minha presença, todo aquele que venera o mal há de pensar, quando o poder da Lanterna Amarela enfrentar!” – Blond, Axe.

Mais um post pequeno e rápido para vocês, desta vez ensino a como chegar na porta da dungeon pirâmide de sombra, uma dungeon destinada a personagens de nível 190+ que será implementada na versão 2.17 do game dofus no dia 10-12-2013:

Espero que gostem, abraços, Axe-Blond.

Multiman test: Sombra

Olá meus povos e minhas povas,

vingadores site

Atendendo ao pedido de um amigo que estava e ainda deve estar com problemas no seu beta, fiz esse vídeo para mostrar rapidamente como serão os multiman.

Espero que gostem, um abraço, Axe-Blond.

Como obter o seu Okapicap

Olá meus povos e minhas povas,

 

*_*

*_*

 

 

 

 

 

 

 

 

Faz tempo que não posto algo pra vocês… depois de uns dias tensos eu consegui um tempinho para tal façanha e neste post simples eu ensinarei vocês a obterem um hat igual ao print acima, sem mais delongas, vamos ao que interessa, assistam ao vídeo e aprendam =]:

Link do vídeo:

Para quem não viu ou entendeu o que eu falei, aqui está o código : MARCTAPAGE

pronto, agora é desfilar com seu hat por aí

 

loira ok

 

 

 

 

 

 

 

Espero que gostem, um abraço, Axe-Blond.

Afinal, como funciona dano no Dofus?

Volta e meia este assunto acaba sendo uma dúvida de um ou outro. E junto com elas algumas outras questões como:

Qual é mais importante: %dano ou +danos?

Quanto equivale %dano em dano final?

O objetivo deste post é explicar como calcular o seu dano com determinado ataque e sanar as dúvidas acima. Mas se prepare que a coisa não é divertida, a menos que você realmente goste de matemática.

Vamos por partes…

O dano que você causa com um ataque é dividido em três partes: dano base (ou básico), dano percentual e dano fixo (ou linear).
Cada um tem seu papel específico e é importante saber seu funcionamento e o momento de aplicá-lo.

Dano base

Este é mais fácil de achar. Basta olhar o valor listado na habilidade ou na arma. Este é o dano base.

Ele é composto por duas partes: o valor do dano (variação) e o elemento. Ex.: 10~20 (terra).

Temos alguns casos de ataques com múltiplos danos. Cada um deles é aplicado separadamente, e não somado. Exemplo: um ataque de 12~16 (ar) e 6~8 (ar) não significa 18~24 (ar).

O dano base de um ataque em um crítico costuma ser maior (ou pelo menos igual ao valor máximo). Para saber o dano crítico base de uma arma você deve somar o bônus concedido por ela, descrito em parênteses (como na ilustração abaixo; valeu aí Viward):

Imagem

Este “Bônus de golpes críticos” será somado a cada um dos danos da arma em crítico, não importa o elemento. Por isso que armas com múltiplos danos e um valor alto de bônus em crítico costuma ser tão poderosas. No caso do exemplo acima, cada um dos danos da Pá Gnoma tem seu valor base de dano aumentado em 4 quando causa crítico.

Steal

Se o dano base é de roubo de vida, você vai recuperar vida igual à metade do dano causado (depois de aplicadas as resistências).

Buffs

Poucos efeitos são aplicados diretamente ao dano base, mas existem (como a Cólera de Iop e Flecha Punitiva na rodada que tem o dano ampliado). Estes buffs são os mais poderosos do jogo justamente por alterar o dano base (se você ainda não entendeu o motivo, no final do artigo vai. Tem até uma tabela comparativa pra você ver a evolução do dano da Flecha Punitiva).

Curiosidade: antes da versão 2.11 classes tinham penalidade em armas que não fossem de classe (10%) e a perícia com arma era de 35%. Estes valores eram aplicados no dano base da arma, o que fazia com que a penalidade da classe fosse bem severo e a perícia fossem bem poderosa.

Dano percentual

Este valor é aplicado como uma porcentagem bônus no dano base e é composto de duas partes.

Atributos

O atributo é aquele valor básico que você evolui, scrolla e compra equipamentos pra melhorar.
Para relembrar, a tabela a seguir mostra quais atributos se aplicam a quais tipos de dano:

Atributo

Tipo de dano

Bônus secundário

Força

Terra, Neutro

Iniciativa, pods

Inteligência

Fogo, Cura

Iniciativa

Sorte

Água

Iniciativa, PP

Agilidade

Ar

Iniciativa, esquiva, trava

O conceito aqui é: cada ponto em uma destas características significa 1% de dano no elemento. Você tem 100 de força? Significa que causa 100% a mais de dano com todas as magias de terra (aplicado no dano base). Ou seja: um ataque de 20 de dano em terra causaria 40 de dano.

Poder (dano %)

Este é um valor genérico e pode ser encontrado tanto em equipamentos quanto em buffs. Essencialmente 1% de poder é igual a 1 no valor do atributo específico. Com a diferença que poder é aplicado a todos os tipos de dano (exceto cura, afinal cura não é dano :P).

Perícia com arma

Perícia com arma é igual ao poder acima, mas aplicado somente a danos com arma. Mas aqui está um pulo do gato: perícia com arma é aplicado à parte da arma que cura. Sim, se você fizer perícia com arma e usar a boogey no seu aliado, vai notar que cura mais (comprovei isso no kanojedo com a simpática iop Pagatha de nossa guilda Black Power aplicando brockle). 

Calculando o modificador final percentual

Some a característica conforme o elemento que deseja com poder % dado pelo seus equipamentos. Se tiver buffs e efeitos ativos (e quiser que eles entrem na conta) some agora. Divida o resultado por 100 (NÃO ARREDONDE) e some 1 ao resultado:
Modificador percentual: 1 + (atributo + poder)/100

Por exemplo: seu iop tem 350 de força natural e 412 de equipamento, além de 51 poder de equipamentos, isso quer dizer que ele tem:

350 + 412 + 51 = 813% de dano em terra/neutro
813 / 100 = 8,13 + 1 = 9,13

E porque somar 1? Para somar o resultado de porcentagem. Se você quer somar 10% a um valor, efetivamente multiplica por 1,1.

IMPORTANTE: se o que você está calculando é cura, obviamente %dano não entra na conta (exceto em perícia, como disse).

Dano fixo ou linear

Este é fácil de entender. É todo o bônus de +dano que você tem pelos seus equipamentos. Ele é aplicado ao final e significa de forma clara, o dano a mais que você vai causar com o efeito.

Para saber quanto você causa com aquele elemento, some +dano puro com +dano no elemento. Exemplo: você tem +12 de danos e +35 de dano terra e +28 de dano neutro; isso quer dizer que seu dano neutro é +47 em terra e +40 em neutro.
Se for para curas esqueça +danos e use +curas.

Dano de empurrão e dano crítico

Obviamente dano de empurrão é aplicado somente ao dano que você causa ao empurrar seu alvo contra um obstáculo. Já o +dano crítico é aplicado da mesma forma que o +dano, mas somente quando sai um crítico (e, obviamente, só vale à pena se você tiver chance alta de crítico).

Juntando tudo

Para calcular, enfim, seu dano final, você vai:

  1. Multiplicar o dano base pelo dano final percentual
  2. Arredondar o valor PARA BAIXO
  3. Somar com o dano fixo

Faça isso para CADA dano base de seu ataque e some o resultado final.

Sim, só isso (o mais difícil aqui é achar o dano multiplicativo mesmo).

Vou dar exemplos pra você entender melhor:

Exemplo 1:
Um enutrof de água tem 650 de dano percentual (sorte + %dano) e +45 de dano de água.

O dano da moeda de nível 6 é 11 a 13.

Vamos pegar 13 como dano base (o máximo).

Dano multiplicativo: 7,5
Dano fixo: +45.
13 * 7,5 = 97,5 (arredonda pra baixo)
97 + 45 = 142
Dano final: 142

Escolhi o enutrof porque, evidentemente é a melhor e mais simpática classe do jogo.

Exemplo 2:
Um cra de força tem 1000 de dano percentual sem buffs (novamente, força e %dano) e +85 de dano de terra.

Se ele lançar tiro poderoso (nível 6) e perícia com arco (nível 5) vamos ter um bônus adicional de 250% e +40.

Neste exemplo vou demonstrar como funciona os 3 estágios da magia com e sem os buffs para se ter uma noção de como o dano aumenta.

Ele lançou Flecha Punitiva de nível 6 (vou pegar o dano máximo em cada caso).

Dano multiplicativo: 11
Dano multiplicativo buffado: 13,5
Dano fixo: 85
Dano fixo buffado: 125

No primeiro turno o dano base é 31
Cálculos sem buff
31 (base) * 11 (multiplicativo) = 341
341 + 85 (fixo) = 426
Dano final sem buffs: 426

Cálculos com buff
31 (base) * 13,5 (multiplicativo) = 418,5 (arredonda pra baixo)
418 + 125 (fixo) = 543
Dano final buffado: 543

No segundo turno o dano base sobe para 61 (31 base, 30 de bônus)
Cálculo sem buff
61 (base 2) * 11 (multiplicativo) = 671
671 + 85 (fixo) = 756
Dano final sem buff: 756

Cálculos com buff
61 (base) * 13,5 (multiplicativo) = 823,5 (arredonda pra baixo, mas você já sabe disso)
823 + 125 (fixo) = 948
Dano final buffado: 948

No terceiro turno o dano base sobe pra 91 (31 base, 30 bônus de cada turno)
Cálculo sem buff
91 * 11 = 1001 (ouch)
1001 + 85 = 1086
Dano final sem buff: 1086

Cálculo com buff
91 * 13,5 = 1228
1228 + 125 = 1353
Dano final com buff: 1353

 

Sem buff

Com Buff

Primeira rodada

426

543

Segunda rodada

756

948

Terceira rodada

1086

1353

Se você olhar bem os dois exemplos, vai notar que quanto menor o dano base, mais importante é o dano fixo e quanto maior for o dano base, mais impacto o valor percentual. Um cra de força vai notar um impacto maior de tiro poderoso em magias mais fortes enquanto que as com dano menor (como Tiro Envenenado) vai ser melhor com Perícia com Arco.

Dano Médio (Que seria “Dano por Ataque”)

Imagino neste momento que você deve estar pensando em calcular ou o dano máximo do ataque ou o mínimo. Isso é legal, claro: um mostra seu potencial máximo e outro a sua força na pior das hipóteses. Mas a forma de medir a eficiência de seu personagem com determinado set é através do cálculo do dano médio.

O conceito do dano médio é aquele que você vai obter na maioria das vezes, incluindo os críticos.

Claro que você tem que ter em mente que número aleatório é número aleatório. Quem é 1/2 sabe o que é não conseguir críticos várias vezes seguidas ou o contrário.

Para calcular o dano médio temos um cálculo mais complexo pela frente e você precisa saber qual a sua chance de crítico com determinado ataque de antemão.

Você pode calcular o dano médio de duas formas: pegando o valor básico da magia ou pegando o valor final, com os modificadores percentual e fixo já aplicado. O primeiro método é mais simples e serve apenas para saber seu potencial médio. O segundo método envolve fazer um cálculo pra cada um dos danos (mínimo, mínimo crítico, máximo, máximo crítico), mas aí você sabe cada dano do seu personagem, seja em crítico, seja normal. É claro que o melhor é largar a calculadora e abrir o Excel ou o Google Docs e deixar tudo pronto com fórmulas.

Médio base

Tire a média do dano máximo base com o dano mínimo base (some os dois e divida por dois). NÃO ARREDONDE.

Tire a média do crítico máximo base com o dano crítico mínimo base. NÃO ARREDONDE.

Veja a sua chance crítico com o ataque (exemplo: 1/10).

Multiplique o dano médio normal (não crítico) pelo valor depois da barra menos 1. Divida o resultado pelo valor depois da barra. Neste exemplo (1/10), o dano base médio seria multiplicado por 9 e dividido por 10. Novamente, não arredonde.

Já o valor crítico deve ser dividido pelo valor depois da barra (10, neste exemplo). Novamente, não arredonde.

Some os dois resultados.

Porque essa conta doida? O valor 1/10 significa, estatisticamente, que a cada 10 ataques, um é crítico e 9 é ataque normal. Você divide neste caso ambas as médias por 10 para saber o valor de dano a cada “ataque em 10″. O valor do dano normal “não crítico” é multiplicado por 9, pois tem 9 chances de sair e o crítico, apenas uma.

Agora é só aplicar os multiplicadores e danos fixos. Lembre-se, porém que qualquer bônus que você tenha em críticos (como dano extra em crítico) deve ser dividido pelo mesmo valor da chance de crítico (se você tem 100 de dano extra em crítico, mas tem 1/10, divida por 10 no dano médio).

Confuso? Aqui vai um exemplo:

O dano de determinado efeito é 10 a 12. No crítico é 13 a 15. A chance de crítico é 1/7.
Média normal: (10 + 12) / 2 = 11
Média normal, aplicando chance de crítico: 11 * 6 = 66 / 7 = 9,42
Média crítico: (13 + 15) / 2 = 14
Média crítico, aplicando chance de crítico: 14 / 7 = 2
Dano base médio final: 11,42

Médio com valores de dano já calculados

A filosofia é a mesma demonstrada acima, mas ao invés de você calcular com o dano base, já calcula com o dano final (e é até mais prático, já que +dano crítico vai estar somado somente no crítico e vai deixar a conta mais simples).

Mas eu preciso saber qual o set de antemão, ou modificadores de crítico. O que eu quero é saber como calcular minha chance de crítico. E aí?

Velho, na boa, isso é complexo. Vai exigir um certo conhecimento de Excel ou de matemática mais avançada e está fora do escopo deste post (e se você chegou a achar complexo e chato o que viu até aqui, nem faz ideia o crítico).

Sabe inglês? Então veja na wiki do Dofus em inglês, lá mostra como fazer.

DPR – Dano por Rodada

Aqui vem a principal utilidade do cálculo médio, saber o seu DPR (Dano por Rodada). Faça o cálculo de média demonstrado para cada um dos ataques que você usa em um turno (exemplo: 3 moedas e uma pá massacrante; sim, novamente Enutrof. Já falei que é a melhor classe do jogo?). Este vai ser o seu DPR e assim você tem uma noção geral de quanto de dano causa por ataque (sem contar a resistência). Isso ajuda a antever ataques e coordenar melhor os mesmos.

Mapa completo do Aquadomo de Sufókia

banner

Olá, olá, coisinhas e coisinhos!

Quem vos fala é o Viw, e hoje eu tenho uma coisa BEM útil que andei preparando por esses dias com a ajuda do pessoal da guild: O mapa do Aquadomo!

Sério, aquele lugar é um inferno, vira pra lá, vira pra cá, gasta pilha puxando alavanca que abre uma porta sabe-se lá onde… Um horror! Por isso, depois de ver alguns guias já feitos, decidi fazer a mapeação completa do lugar, tudinho, todos os mapas (menos um, a mina que esqueci de tira print).

Pois bem, o Aquadomo consistem em uma estrutura de 3 andares: a zona dos Respingos, zona das Correntes e zona Abissal, cada andar possui um elevador que, por meio de uma missão, pode ser desbloqueado para o jogador transitar pelo lugar sem precisar gastar a sola do sapato e, principalmente, evita gastar pilhas.

As pilhas são recursos dropados pelos mobs de Merkamares que trabalham no Aquadomo, as chances de drop são de 10% a 14% e só cai 1 pilha de cada monstro. Essas pilhas são usadas para ligar as portas trancadas, sem elas NÃO TEM COMO transitar livremente, a menos que você tenha um char na porta da dung pra dar teletransporte… daí o nível é diferente, hehehehe.

Mais uma coisinha antes de chegarmos ao mapa. Coisa boba, mas pode servir de ajuda. Pelos mapas é possível encontrar algumas alavancas, mas nem sempre se tem certeza de qual porta ela vai abrir. Sem querer eu reparei que cada alavanca tem um fio que a liga à porta que ela abre; mas essa dica só vale para algumas, tem alavanca que o fio entra na parede e some de vista, mas tem outra que ela segue para o mapa do lado… Uma pequena dica. ;p

Repare que o fio leva diretamente à porta!

Repare que o fio leva diretamente à porta!

O Mapa

Mais algumas explicações. Eu dividi o mapa pelos níveis, e tentei deixar claro todas as conexões entre as salas. As alavancas estão numeradas juntamente com a porta que ela abre, ou seja, a alavanca 1 abre a porta 1… as alavancas 4a e 4b abrem a porta 4ab, por último, existe um elevador (em vermelho) que transporta diretamente para a dung. Para abrir a porta ABC, que leva à sala do elevador, é preciso que se ligue as alavancas A, B e C que estão espalhadas pelos 3 níveis… Um atalho tosco, uma vez que para usar a alavanca C você está quase chegando no calabouço :v

NzCg1QO

 

Espero que sirva de ajuda!

Até! o/

Derrotando Karab Rasso

Olá meus povos e minhas povas,

Desta vez venho mostrar a vocês mais uma novidade que nos espera com a atualização 2.16, um “mini boss” que será implementado e que aparentemente não é grande coisa, mas apenas aparentemente mesmo, pois ele é bem durão.

Então vamos ao que interessa:

Como chegar lá:

Existem dois caminhos para se chegar a esse npc, vou ensinar o mais fácil para vocês e apenas este, se existe um caminho mais rápido por que eu vou ensinar o mais tenso?

Enfim, vá para o templo steamer, utilize o atalho que existe em amakna na pos [9,1], chegando ao templo, clique novamente no submarino e escolha a opção “vá para sufokia” você sairá no mapa do segundo print abaixo:

Entrada para as escavações

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Entre na caverna e siga o caminho, existe apenas uma rota até o local, quando chegar ao mapa do print abaixo e desça as escadas:

escaradaria que não era do Bonfim

 

 

 

 

 

 

 

No mapa abaixo, clique na máquina do print:

alavanca

 

 

 

 

Você descerá mais um pouco e chegará numa sala com duas passagens, tome cuidado com os mobs aqui, eles dão agress(tomei a 2 casas de distancia) e são fortes, todos level 200+.

Andando pelo labirinto:

Para andar por esse labirinto é simples, praticamente todas as portas exigem que você ative uma alavanca para abri-la, para fazer a alavanca funcionar é necessário que você tenha um recurso chamado Bateria;

pilha

 

 

 

 

 

 

Essas baterias são dropadas de qualquer mob que existe no labirinto e não tem 100% de chance de cair, como eu disse, cada alavanca consome uma bateria dessas e existem também portas que exigem mais de uma pilha para serem abertas, TOME MUITO CUIDADO QUANDO FOR ABRIR AS PORTAS, ELAS FECHAM RAPIDAMENTE E QUALQUER VACILO COM OS MOBS PODE SER FATAL.

Lutando contra Karab Rasso:

karab rasso

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ao chegar a pos [23,19] você encontrará um npc chamado Karab Rasso, ele lhe dá uma quest importante,o motivo desse post é ele, vamos aprender a derrotá-lo:

karab

 

 

 

Vendo sua ficha você deve pensar “Esse cara não é grande coisa”, pois é, eu também pensei assim e me vi no chale da doida, morri algumas vezes até finalmente pegar o esquema do pilantra, esquema esse que vou contar para vocês daqui a pouco, primeiramente vamos a algumas informações importantes:

Ele possui apenas 1 ponto de vida, 10PA’s e 3PM’s e tem uma trava considerável,  ao iniciar o combate ele utiliza um buff passivo que causa 40% de danos não curáveis em você.

Enquanto ele não for desbuffado o pilantra é “pacífico”, ele não vai te atacar e ficará apenas tirando PA’s e PM’s de você, essa magia de tirar PA tem um pequeno intervalo de um turno, ou seja, ele tira seus PA’s turno sim, turno não, grave isso.

Outro efeito que ele faz é matar todas as summons inimigas no início do turno.

Depois de desbuffado ele fica batendo bastante (entre 1200 e 1500 PVs) e todo efeito que você fizer nele o mesmo lhe causará 650 de dano, todo efeito mesmo, empurrar, tirar PA, curar e qualquer outra coisa.

Após ser desbuffado, ele invocará um polvo mecânico chamado Pulpor, ele tem as seguintes habilidades:

pulpor

 

 

 

Atrai ao mesmo tempo em que cura, causando estado pesado;

Desinvoca se estiver numa célula adjacente à alguma summon (mata a summon)

Se você terminar o turno numa celula adjacente (colado) a esse polvo morrerá na hora (popular HK ou hit kill)

Não trava, essa é a parte boa, mesmo que você tem 0 de agi irá conseguir escapar dele sem problemas

Como desbuffar o Karab?

Fácil, só empurrar ele em algum obstáculo;

Como eu disse, após ser desbuffado, ele fica batendo bastante (entre 1200 e 1500 PVs) e todo efeito que você fizer nele o mesmo lhe causará 650 de dano, todo efeito mesmo, empurrar, tirar PA, curar e qualquer outra coisa.

Tudo que você precisa fazer para vencer o combate é resistir 11 turnos (contados a partir do turno que ele invoca o polvo chamado Pulpor), é tudo questão de jeito, desejo a vocês uma boa sorte nesse desafio.

Espero que ajude, abraço, axe-blond.

Novos mascotes de montaria

Olá meus povos e minhas povas,

Com a atualização 2.16 nós teremos duas belas novidades dentro do game, novas mascotes de montaria!!!

O que é isso Axe?

Mascotes de montarias são pets montáveis que se alimentam de almas de certo mob dentro do game, como por exemplo os caras do print abaixo:

montascotes

 

 

 

 

Então vamos ao que interessa, vamos saber quem são elas e o que elas fazem!

Kwaks:

Selo Rei do Paint de qualidade nesta imagem, por favor.

Selo Rei do Paint de qualidade nesta imagem, por favor.

 

Existem 5 montarias Kwaks dentro do game, cada uma delas  fará uma coisa diferente, quatro delas dá um status negativo de 100 de vit e lhe dára um bônus de 140 num elemento(força, chance, agilidade ou intelingencia) e custarão 5000(cinco mil) pepitas cada uma.

O ultimo kwak é o rei deles, ele dá o INCRIVEL BONUS DE 1 PA e irá retirar 100 pontos de vida de seu personagem (a meu ver perder 100 de life pra ganhar 1 PA é praticamente ganhar 1PA de graça), essa montaria irá custar 20.000(vinte mil) pepitas.

Além disso, qualquer um desses kwaks lhe fornece 2 emotes quando estão equipados, um para subir e outro para descer dele.

Como conseguir as pepitas:

pepita

 

 

 

 

 

 

Você ganhará essas pepitas com o novo sistema de alianças, clique AQUI para saber mais.

Onde comprar?

Na pos [13,35], zaap do templo das alianças, só falar com a NPC Pepita(nome em espanhol, print dela abaixo)

troca teggun

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O krakam:

kramkam

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma nova montascote que tem forma de um camaleão e libera dois emotes quando você está usando ela.

Onde conseguir:

Vá para o Koliseu em [-13,-29] e compre na mão do NPC chamado Glady Adora por 20.000(vinte mil) kolisokens.

Esse mascote libera dois emotes quando está equipado, Dar a língua e Kramuflagem(print deles abaixo), além disso ela é de fato um camaleão, ou seja, ela ficará da cor de seu char.

emotes calango

 

O status desse mascote é o mesmo que o de um dragossauro blindado, 5% de resistência a todos os elementos e 50% de danos.

Espero que gostem, abraços, Axe-Blond.

Aproveitando que a patroa não está logando com frequência e "secando" a bunda das lindas moças que passam por aí.

Aproveitando que a patroa não está logando com frequência e “secando” a bunda das lindas moças que passam por aí.

Curiosidades curiosas do mundo dos doze parte 3

Olá meus povos e minhas povas,

Depois de tanto atormentarem minha mente(brincadeira, vocês não atormentam minha mente, mas muita gente pediu uma terceira parte dessas curiosidadades) eu decidi atender aos pedidos e fazer o post, apertei aqui e ali e consegui essa joça que vocês estão lendo no momento, creio que dará para fazer uma parte quatro mas ela não será para agora.

Então vamos ao que interessa pois o resto não tem pressa:

Como carvalho mole tem o dofus turquesa?

Carvalho e Hoja, uma bela imagem, não tem nada a ver com o dofus mas é linda.

Carvalho e Hoja, uma bela imagem, não tem nada a ver com o dofus mas é linda.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Simples, logo após o episódio com Kaiser e a quadraforce, Hogmeiser, o antigo mestre da ordem dos traseiros chutados, sem saber de nada ainda, foi até o território dos porcos a fim de encontrar couros de Dragão Porco para confeccionar um novo par de botas, lá chegando, ele apenas encontrou o corpo de Kaiser e descobriu assim três fragmentos triangulares, logo após, ele encontrou a sala onde Kaiser mantinha o dofus turquesa.

Com o dofus em mãos e confiando no seu poder, Hogmeiser pensou que poderia derrotar carvalho e foi ao seu encontro, porém, um dofus na mão de alguém que não sabe lutar é a mesma coisa que uma espada nas mãos de uma criança, carvalho, guerreiro bem mais experiente, não se intimidou e meteu a mão na cara de Hogmeiser, tomando o dofus para si.

Por quê o set Allister é de agi?

alister set mont

 

Outro fato que é alvo dessas curiosidades curiosas, como um feca gordo e preguiçoso tem um set de agilidade?

Em primeiro lugar eu gostaria de esclarecer que Allister nem sempre foi gordo e preguiçoso, o que deixou ele assim foi a comodidade da vida de rico depois que ele virou rei, ele não precisa fazer nada, não precisa trabalhar, tem vários empregados que fazem tudo por ele, o destino de alguém rico é esse mesmo, engordar e ficar preguiçoso com o tempo.

Agora, esclarecendo o motivo do set dele ser de agi é que no passado Allister era o “Usain Bolt” de Amakna, ele era o maior corredor do mundo dos doze, suas pernas fortes devido ao seu “treinamento” diário subindo e descendo montanhas correndo atrás dos seus Gobballs(atualmente eles chamam-se papatudo) lhe deram esse título e essa habilidade de correr incrivelmente rápido, portanto, se um dia alguém falar que você corre tanto quanto Allister, isso é um elogio.

Eu do lado do gordo do Allister, volte a correr meu filho, vai lhe fazer bem.

Eu ao lado do gordo do Allister, volte a correr meu filho, vai lhe fazer bem.

Quem são e para onde foram os Fallistos?

Goblins de Sakai(Kifril)

Goblins de Sakai(Kifril)

 

Como toda pessoa que lê minhas histórias sabe, uma tribo de xelors usou o poder de um fragmento da quadraforce para se vingar de um rei Bwork, isso aconteceu no ano de 473 após a reconstrução da vila de Bonkaida (o vilarejo destruído onde fica a dungeon do dragão porco), no processo, muitos desses xelors tranformaram-se em algo parecido com goblins.

A vila era habitada pelos xelor da tribo Aj Taye, conhecidos por serem os melhores ferreiros de martelo que existiam e durante a reconstrução da aldeia o líder da tribo Aj Taye decidiu criar uma aldeia separada chamada Fallistos, a fim de presevar o segredo sobre o estranho fragmento. Anos mais tarde sua vila foi atacada pelo rei Bwork e suas tropas, os poucos sobreviventes, cheios de ódio em seus corações, decidiram utilizar o poder do fragmento para vingar seus entes queridos e companheiros mortos em combate e acabaram ficando loucos. Eles conseguiram cumprir seu objetivo de vingança e logo após a sangrenta batalha decidiram se esconder no subsolo levando consigo o quarto fragmento que permanece oculto até os dias atuais.

Tempos depois, um novo boss foi implementado no jogo, Seu nome seria N, um eliatrope desmemoriado que era mantido preso no fundo de uma mina numa ilha chamada Sakai (atualmente ela se chama Kifriu), junto com essa ilha vieram novos mobs, GOBLINS que tem a imensa capacidade de contruir DIVERSOS EQUIPAMENTOS com uma tecnologia desconhecida até então, a suspeita é que esses Goblins sejam os Fallistos, nunca chegou a ser confirmada mas minhas fontes de informação deram a entender isso.

O dragão Porco é um clone!!!

Kaiser clone

 

 

 

 

 

 

Pois é, isso é mais umas das minhas histórias que poucas pessoas prestaram atenção, com o episódio da loucura de Kaiser que ficou tão poderoso com os três dos quatro fragmentos da quadraforce ao ponto de matar todos os Dragões Porcos que existiam para se tornar único, a primeira dinastia dos dragões porcos foi extinta, Otomai, temeroso com os possíveis problemas que iriam acontecer com o ecossistema decidiu clonar Kaiser dando origem a segunda dinastia do dragão porco que nada sabe sobre a quadraforce e o prendeu no final de um labirinto que ele construiu.

Quem são os coletores?

Perc tão lindo que deveria se chamar Lindosvildo.

Perc tão lindo que deveria se chamar Lindosvildo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outro fato que as pessoas geralmente param e se perguntam “Por quê os coletores trabalham para as guildas?”.

Todo mundo gosta desses centauros, principalmente quando eles dropam aquele dofus que vale preciosos 30MK ou mais, mas poucas pessoas se interessam no motivo deles fazerem esse trabalho.

Como vocês já devem saber, Menalt, o antigo protetor do mês de martalo(março no nosso calendário) era o líder dos centauros e um dos três fundadores da cidade de Bonta (os outros dois são Jiva e Pouchecout) morreu na batalha conhecida como o amanhecer escarlate, ele teve sua cabeça arrancada pelo feca Hyrkull, o tendencioso, após a luta, os guerreiros sobreviventes foram procurar pelo corpo de seu mestre para enterrá-lo honrosamente e encontraram os restos mortais do lendário guerreiro, porém eles não encontraram sua cabeça.

Com isso, eles decidiram procurar por ela, antigamente o membro de uma guilda pagava uma taxa simbólica para colocar um coletor num mapa (cerca de 1200 kamas), em troca dos seus serviços de coletores de recursos e com isso eles aproveitavam para procurar pela cabeça de seu mestre também, coisa que fazem até hoje.

O que pouca gente sabe é que a cabeça de Menalt de alguma forma foi parar no cetro de Raval, o Sombrio, protetor de septangel(setembro no nosso calendário).

Raval, o sombrio, in game, aquela cabeça no cetro é a de Menalt.

Raval, o sombrio, in game, aquela cabeça no cetro é a de Menalt.

 

 

 

 

 

 

 

 

Gostaria de mandar um abraço para um amigo chamado Xerim, que está de saída do Spiritia indo para outro servidor da comunidade, boa sorte nessa aventura em “outro mundo” cara.

Espero que gostem, um abraço, Axe-Blond.

Deixa eu consultar meus livros aqui pra começar a preparar uma possível parte 4. E sim, sou linda mesmo, obrigado.

Deixa eu consultar meus livros aqui pra começar a preparar uma possível parte 4. E sim, sou linda mesmo, obrigado.

Koolich, o guardião do kaliptus.

Olá meus povos e minhas povas,

Hoje irei contar a vocês a história sobre um dos boss esquecidos do metagame atual, alguém cuja identidada é desconhecida por 9 entre 10 jogadores de dofus dessa nova geração, Koolich, o guardião da montanha koalak.

capa

 

Os cracklers estavam em guerra, a tribo das planícies praticamente todos os dias atacava a tribo que vivia na montanha koalak, ambos os lados lutavam loucamente para sobreviver, a guerra já havia dado baixas imensas para os dois, com uma pequena desvantagem para a tribo montanhesa que estava perdendo a guerra mesmo com a ajuda dos koalaks das montanhas, que, diga-se de passagem, não eram grandes guerreiros e eram praticamente um peso morto nas lutas, o motivo disso tudo era um dofus, um ovo cuja origem até hoje é desconhecida, ninguém sabe informar se ele foi fabricado pelos koalaks com algum tipo de magia ou é realmente um ovo de dragão legítimo, a maioria acredita que um dragão cujo nome até hoje é desconhecido ingeriu uma grande quantidade de kaliptus antes de colocar o ovo e morreu devido a uma crise abdominal, a verdade até hoje não foi descoberta, até mesmo por aqueles com capacidade de voltar no tempo.

dofus kaliptus

 

 

 

 

 

 

Depois de muito tempo de guerra e com grandes baixas, temendo pela segurança do ovo sagrado da montanha koalak, o líder da tribo dos koalaks decidiu inventar uma lenda, ele começou a espalhar rumores de que o dofus era guardado por um gigante chamado koolich, que matava qualquer ser que chegasse perto do tesouro, fosse ele um koalak, um crackler ou qualquer outra coisa, obviamente que essa lenda não iria amedrontar a todos os caçadores de tesouros que chegassem às suas terras, mas ela ajudava e muito, o numero de pessoas interessadas no dofus diminuiu drasticamente e os guerreiros estavam animados em lutar na guerra agora que sabiam que um gigante protegia o dofus.

Imagem meramente ilustrativa

Imagem meramente ilustrativa

 

Mas khoti, um desses guerreiros, estava distraído demais, ele perdia mais tempo fumando folhas de kaliptus do que lutando, um dia ele estava de guarda na sala do líder da aldeia, mesmo local onde ficava o dofus quando notou algo estranho, na ponta do cajado de seu mestre havia uma pedra quebrada que encaixava perfeitamente com o pedaço de rocha matriz que ele carregava (a rocha matriz é o coração de um crackler, você só destruirá um definitivamente se quebrar essa rocha), curioso, ele decidiu unir os pedaços para ver o que acontecia, uma mágica começou, um vácuo foi formado na sala, vácuo que puxou a pedra, Khoti e um Gobkool (atualmente eles se chamam papakool dentro do game) que estava na sala, fazendo uma fusão entre os três, assim nasceu o crackler com rastafári inspirado em Bob Marley que futuramente seria chamado de Koolich.

curiosidade fusão

 

Assustados com a barulheira no local, o mestre koalak e os guardas foram até a sala do dofus e encontraram um crackler da montanha lá, assustados, eles preparam-se para a batalha, Khoti tenta explicar o que aconteceu, mas ninguém deixou que ele começasse a falar, então, para se salvar, ele provoca um desabamento na caverna, os koalaks correm para fora enquanto ele foge por outra saída, o mestre koalak fala que Khoti está morto.

conversa 2

 

Sozinho, triste e arrependido, Khoti passa a fumar cada vez mais Kaliptus por dia, escondendo-se de todos, então ele decide assumir o nome Koolich e treinar suas habilidades para ser  guardião dos koalaks e do dofus assim como na lenda contada por seu mestre.

Tempos depois, Koolich finalmente começou a agir, ele defendia seu povo às escuras, uma vez que se fosse visto pelos koalaks seria atacado por eles, provavelmente por medo e isso não estava nos seus planos, atuando como um vigilante às ocultas (parece os super heróis da Marvel e DC comics não?) ele passou a caçar bandidos e cracklers das planícies até que um dia encontrou um bando de ladrões espancando seu antigo mestre, mesmo sabendo do terror dos koalaks por ele, Koolich decide interferir na luta e derrota os bandidos, ele explica a seu mestre o que aconteceu e o velho koalak reconhece que dentro daquele crakcler estava seu antigo discípulo Khoti, agora ele estava disposto a fazer da lenda verdadeira e iria falar para todos que koolich havia salvo sua vida, com isso os koalaks não atacariam mais Koolich, o que já era uma grande ajuda. Após interrogar um dos bandidos, Koolich fica sabendo que os crackles da montanha estão sendo escravizados pelos das planícies e decide ajudar, ele prepara suas coisas e parte, enquanto isso ele pede a seu mestre que encontre uma forma de reverter o feitiço, pois ele queria voltar a ser o koalak de antes.

koolich

 

Chegando no vilarejo, Koolich encontra o que contaram a ele, os cracklers sendo escravizados, alguns morrendo devido a isso, ele então invoca alguns Gobkools (ou papakools, tanto faz) e parte para o ataque, a luta contra o líder dos cracklers das planícies foi tensa, acirrada e decidida por um detalhe, nosso herói rastafári consegue quebrar a gema matriz do líder da tribo das planícies e com isso liberta o povo das montanhas que nunca mais seria atacado pelos irmãos das planícies.

derrotando

 

 

 

 

 

 

 

Os cracklers das planícies pedem que Koolich vire seu líder supremo, uma vez que ele derrotou o antigo mas nosso herói rastafári recusa o pedido, ele pede que os cracklers voltem a viver pacificamente cada um na sua terra, ele acredita que cada clã deve recuperar sua autonomia e viver em paz, proposta que foi aceita pelas duas tribos, então ele decide voltar para casa e saber de seu mestre se havia uma cura para sua “maldição”

Infelizmente nosso crackler de tranças recebe uma notícia ruim, não havia maneira de reverter o processo, ele seria um crackler da montanha para o resto da vida.

voltando pra casa

 

 

 

 

 

 

Ele até poderia ser um crackler por fora, mas sua alma era koalak e era ali que ele estava decidido a viver mesmo não tendo mais sua antiga aparência, o mestre koalak entrega o dofus kaliptus a Koolich, já que ele havia se tornado o guardião falado nas lendas para amedrontar os ladrões, nada mais justo que o dofus ficasse em suas mãos. E assim Kothi ou Koolich, tanto faz, ele era um pouco de cada, continuou seu trabalho como vigilante, sua tribo estava em paz, as crianças já podiam brincar na floresta sem medo de serem atacadas por cracklers, a paz havia retornado à montanha koalak.

dofus

 

 

 

 

 

 

 

Até que um belo dia um eniripsa chamado Skeunk começou a procurar pelo paradeiro do dofus Kaliptus… mas sobre isso eu falo depois…

skeunk

Vai um kaliptus aí?

Vai um kaliptus aí?

 

Espero que gostem, abraços, Axe-Blond.